Arte Favela – Memórias Urbanas

A exposição tem como fundamento trabalhar o Graffiti, no contexto das artes visuais,
tomando como pressuposto a tentativa de ampliar suas possibilidades técnicas, expressão
criativa e difusão cultural. Desse modo, ela possibilita oferecer aos seus praticantes e
apreciadores outros olhares e reflexões críticas e estéticas, em contramão aos atos de
vandalismo e depredação ao patrimônio público.
A mostra propõe criar um ambiente de discussão quanto ao aspecto da particularidade da criação local, a partir da incorporação de elementos históricos da nossa cultura, dialogando com o museu e os espaços urbanos.
As obras utilizam diversas técnicas, e representam a identidade dos artistas participantes, sendo eles,
Ataide Miranda, ED-Mun, Gud Assis, Hely Costa, John Viana, Nilo Zack e Scalabrini Kaos. A
mostra tem como objetivo valorizar um pólo artístico e fortalecer a identidade cultural de
artistas urbanos.